As diversas formas de exclusão e seus impactos sobre a saúde do brasileiro

Envie sua redação para correção
    A Segunda Guerra Mundial foi responsável por um dos maiores movimentos de preconceito racial do mundo. Essa situação permitiu que o ódio a minorias se disseminassem pelos países. Atualmente, grande parte da população sofre com a exclusão de gênero, racial ou social. Por conta disso, essas mesmas pessoas enfrentam diversos problemas em suas vidas, como por exemplo, na saúde, pois são propensas a terem doenças mentais, e riscos de adquirirem mais doenças físicas, já que são mal atendidas nos centros médicos.
         Nos dias de hoje, a depressão vem a ser um dos transtornos metais mais discutidos. Em um seminário realizado pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), pesquisadores afirmam que o preconceito e a exclusão aumentam as chances de desenvolvimento de doenças mentais. Para ilustrar, o índice de suicídio (ato que, na maioria das vezes, é consequente da depressão) entre jovens negros é 45% maior do que entre os brancos, segundo dados do Ministério da Saúde.
         Ademais, a exclusão de determinados grupos implica diretamente na saúde física e metal destes. De acordo com pesquisas do instituto AMMA Psiqué e Negritude, o atendimento a essas populações não é adequado, pois há uma grande lista de espera, além de ter falta de tratamentos e aplicações equivocadas dos que existem.
         Portanto, medidas precisam ser tomadas para que esses dados referentes à saúde dos grupos que sofrem exclusão diminuam. O Mistério da Saúde deve implementar programas de auxílio e acompanhamento as pessoas que fazem parte desses grupos e que sofrem com transtornos mentais. Esses programas serão realizados uma vez por semana em salas ou quadras de todas as escolas municipais e estaduais do Brasil. Além disso, voluntários do projeto serão responsáveis por passar nas residências e realizar o convite e divulgação desses encontros aos moradores próximos a essas escolas e pertencentes a esses grupos. Dessa forma, em poucos anos, a saúde dos grupos que sofrem exclusão não enfrentará tantos problemas, afinal, segundo Mahatma Gandhi, o futuro depende do que é feito no presente.