Envie sua redação para correção
    É fato que no contexto brasileiro há diversas formas de exclusão, a exemplo da exclusão de negros e homossexuais. Tal situação acarreta inúmeros impactos. Destaca-se aqui, o impacto negativo na saúde, uma vez que, dados estatísticos mostram um aumento significativo de doenças como, AIDS e depressão, em pessoas nesse contexto de exclusão. Nesse sentido, é necessário analisar tal quadro com o objetivo de minimizá-lo. 
          É importante ressaltar, em primeiro plano, de que forma a exclusão de um indivíduo pode provocar doenças mentais como, a depressão. Isso ocorre, em grande parte, devido a necessidade que o indivíduo sente de isolamento diante de situações preconceituosas, como é o caso de homossexuais, que muitas vezes não são aceitos pela sociedade. Esse contexto provoca, em sua maioria, um sentimento de inferioridade que, por conseguinte acarreta em diferenças de oportunidade de crescimento individual. Dessa maneira, relaciona-se diretamente com o equilíbrio mental. 
          Cabe mencionar, em segundo plano, que indivíduos excluídos apresentam em sua maioria inferioridade socioeconômica, principalmente pessoas negras. Dessa forma, em geral, estão expostos a situações de maiores riscos à saúde, como moradias sem condições adequadas de saneamento e esgoto. Ademais, não recebem por parte do Estado as devidas orientações e assistência em relação as diversas doenças que estão expostos. 
          Infere-se, portanto, que a exclusão de um indivíduo possui forte relação com os aspectos da saúde. Desse modo, é notória a necessidade de uma ação do Estado em conjunto com o Ministério da Saúde, que deve proporcionar, principalmente nas comunidades mais pobres, debates, orientações e assistência médica relacionadas as principais doenças acometidas, com o objetivo de minimizar ao máximo esse quadro de aumento de doenças.