As diversas formas de exclusão e seus impactos sobre a saúde do brasileiro

Envie sua redação para correção
    Vive-se em uma era em que o medo, a angústia, a incerteza, e outros inúmeros sentimentos são vivenciados por pessoas ditas como excluídas da sociedade. Nesse sentido, vê-se que as diversas formas de exclusão, desde a social até mesmo a racial causam consequências, em especial no âmbito da saúde dos brasileiros, de modo que tais indivíduos podem ser psicologicamente afetados por serem discriminados e vistos como indiferentes no contexto coletivo.
       Dessa maneira, é importante destacar que os brasileiros ,de forma geral, não têm empatia um pelo outro, tendo como causa a criação, pois não é novidade que desde a Antiguidade sempre existiu um embate, em que os negros e os pobres eram excluídos da sociedade, eram vistos como inferiores e insignificantes, o que ainda é retratado na atualidade, o que não deveria mais existir. Além disso, por serem menosprezados, muitos acabam adoecendo psicologicamente, a tal da depressão, devido a pressão e o preconceito da sociedade, o que  os levam muitas vezes até a tirarem suas próprias vidas.
       Nesse viés, é nítido que há um descaso governamental em relação à saúde pública brasileira, de modo que essas pessoas não conseguem um atendimento adequados e acabam piorando seu quadro clínico. Dessa maneira, é plausível mencionar que não apenas pobres e negros passam por isso, mas também lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros e aqueles que sentem atração por indivíduos do mesmo sexo ou comportamentos.
       Portanto, considerando os aspectos mencionados, fica evidente a necessidade de medidas para reverter essa situação. Cabe ao Ministério da Cidadania juntamente com a mídia promover a diversidade, através da transmissão de novelas com elencos engajados, com atores de diversas etnias e situações sociais, com a finalidade de incentivar a igualdade e diferenças entre os povos. Além de uma parceria do Ministério da Educação juntamente com as escolas objetivando a criação de palestras feitas por profissionais qualificados que tenham  o propósito de passar para o alunos a importância da empatia, além de enfatizar as diferenças e mostrar que todos são iguais, independente de sexo, raça e padrão social. Dessa forma terá-se um país mais justo e igualitário sem exclusão.