Envie sua redação para correção
    Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil é um país que está no topo de rankings de violência. Isso decorre, no geral, dos vários problemas sociais que acometem o País. A enorme criminalidade presente dos lados de fora dos estádios brasileiros, por sua vez, repercute dentro destes, que nada mais são que "espelhos" daquela realidade externa a eles.
         Esse mundo exterior aos estádios apresenta várias mazelas sociais, como a péssima educação, as poucas oportunidades de avanço profissional e a percepção de que a Justiça é quase inexistente.
            Ao conviverem em tal tipo de sociedade, os indivíduos passam a adquirir características presentes nela. Como consequência, passam a reproduzi-las em quaisquer ambientes que se sintam confortáveis para tal: no caso, os estádios e ginásios de esportes.
            Dessa forma, a violência passa a se embrenhar no dia a dia do esporte brasileiro. A selvageria está tão enraizada na sociedade que pouco se faz para combatê-la, sendo tratada como mera característica de ambientes de esportes competitivos. Isso passa a gerar um círculo vicioso - uma espécie de "feedback" da marginalidade - que, por sua vez, alimenta futuros atos violentos dentro dos espaços esportivos.
           É necessário, portanto, interrompê-lo. Uma maneira adequada de se realizar isso é os Poderes Executivos, de todas as esferas, priorizarem a disponibilização de educação de qualidade e de feiras de emprego mediante convênios entre empresas e instituições e o Poder Público.