Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    Em Março de 2018, a briga entre as torcidas do Corinthians e Santos deixa uma vítima em estado grave tornando evidente um dos maiores problemas do esporte brasileiro: a violência dentro e fora dos estádios em nome de times. A Inglaterra sofreu com os mesmo problema em 1990 e esta conseguiu lidar com o obstáculo de forma eficaz, contudo uma das causa desse transtorno no Brasil reflete a condição social e de segurança pública de seus torcedores.
       A incapacidade das autoridades em lidar com questões de segurança atesta a falta de esta na sociedade  como um todo, não só nos esportes. De acordo com o sociólogo brasileiro, Renato Sérgio de Lima, existe no país um ''culto'' a violência: “A sociedade brasileira é extremamente violenta, e infelizmente essa é uma característica que tem raízes históricas. Somos uma sociedade que cultua a violência, o individualismo exacerbado e não valoriza a vida.” Tal afirmação se reflete no esporte em que o ''efeito manada'' toma conta de parcela da população e pratica atos de vandalismo e agressões em nome de seu time.
       Em contra partida, este comportamento releva consequências para o corpo social brasileiro, uma vez que após muitos casos de violência no estádios tanto as diretorias de clubes quanto a polícia militar aponta irregularidades nas atividades do outro; entretanto nenhuma medida é tomada para reforçar a segurança. Desta forma é claro a falta de seriedade e de comprometimento com o publico e a forma em que a justiça trata quem coloca a seguridade alheia em risco.
       Sendo assim, a brutalidade no esporte é um problema com  com causas e consequências na sociedade e para sanar este impasse é necessário de sejam tomadas medidas pelo governo federal como ocorreram na Inglaterra; com câmeras de vigilância nos estádios, demarcação de lugares e a obrigação dos torcedores de permanecer sentados durante todo o jogo. Dessa maneira, muitas famílias começaram a frequentar os jogos, tornando o espaço cada vez mais seguro. É indubitável a primordialidade que o Brasil possui em assegurar o direito que a população tem em frequentar espaços esportivos sem o receio de estarem colocando sua segurança e de seus familiares em risco.