Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    O esporte, desde os princípios, tinha como finalidade o entretenimento dos jogadores e espectadores. Todavia, é sabido que o mesmo é reflexo de uma sociedade violenta, visto os diversos óbitos e brigas ocasionados nos estádios, ginásios e também nas ruas.
     O brasileiro vivencia, no cotidiano, situações de agressividade e crueldade, como oportunismos individuais, roubos e mortes. E dado que ele vê o esporte como um ´´consolo´´ ou uma fuga de realidade do cenário social, acaba levando esses aspectos para a esfera esportiva. De modo que, atrelado a precária segurança nos espaços, o quadro de violência se agrave. 
     Outra importante causa dessa violência é a rivalidade extrema entre os times. Em conformidade com a adesão de torcidas organizadas, conflitos entre times e policiais rodeiam as ruas, principalmente em dias de jogos. Assim, o grupo o qual deveria ser responsável somente pela organização de gritos e bandeiras, está infiltrado em quadrilhas e vive em busca incessante de confrontos.
     Exemplificando, os Hooligans, nos anos 90, na Inglaterra, eram um grupo extremamente fanático por um time, de maneira que estavam sempre no meio de conflitos. Como no dia que 38 pessoas faleceram num jogo contra um time italiano. Por consequência, os times ingleses foram banidos de competições por 5 anos. Pelo menos, houve uma punição, diferentemente do que ocorre no Brasil, aonde crimes são cometidos e ninguém é punido, gerando um sentimento de impunidade.
     Dessa forma, o aumento da fiscalização nas arenas esportivas e redes sociais é essencial para achar o culpado. E também deve-se cobrar das autoridades maior eficiência da segurança pública a fim de previnir atos violentos. Além disso, é importante estimular o cadastramento de torcedores para que a relação time/atleta e público seja mais próxima.Tudo afim de que a esperança de que o esporte volte a ser pacífico se concretize.