Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    A violência nos esportes no Brasil está se tornando um problema cada vez mais comum e frequente; pode-se observar isso ao analisar um estudo do IBGE que mostra que o número de casos de agressão nos estádios subiu cerca de 42% nos últimos 10 anos. Decerto, estes acontecimentos são causados por inúmeros fatores, mas principalmente pela falta de segurança e fiscalização nos campos, que têm como consequências: arrastões, agressões físicas, vandalismo e a morte de mais de 101 pessoas nos últimos 26 anos, dentre essas 65 por tiro e 13 por enforcamento, segundo o site de notícias R7.
      Os casos de selvageria nos estádios são causados principalmente por conta da falta de segurança e fiscalização, que acaba facilitando a ocorrência de casos trágicos nos campos. Visando isso, segundo dados do Departamento de Segurança Nacional, o ideal é que existam, para cada 40 torcedores, ao menos 1 policial armado presente. No entanto, por conta da falta de fiscalização e pelo descaso quanto à contagem de pessoas que entram nos campos, este número não é respeitado: 90 pessoas por policiais nos estádios. Outrossim, a precariedade quanto ao supervisionamento dos indivíduos que vão aos jogos torna possível a entrada de pessoas ilegalmente armadas no estádio, o que contribui para um aumento na insegurança local.
      Como dito anteriormente, a escassez de policiamento pode facilitar a ocorrência de episódios violentos, deixando reiteradamente sequelas irreversíveis na sociedade, como óbitos e homicídios. Indubitavelmente, a entrada de pessoas armadas como sequela da exiguidade de vistoria torna a situação mais perigosa, já que, caso houver rivalidade entre dois times e ambas as torcidas portarem armas, a chance de ocorrer tiroteios se torna muito alta, como o que se deu no estádio de futebol goiano Villa Nova, onde, no dia 03 de fevereiro de 2018, uma troca de tiros entre rivais ocasionou na morte de um jovem de 24 anos, deixando mais 4 gravemente feridos. Posteriormente, foi divulgada pela Uol uma análise que revela que a tragédia poderia ter sido evitada caso houvesse uma reação mais rápida dos seguranças, mostrando que a força policial é um fator atenuante quanto à ocorrência de episódios como este.
      Portanto, visto que a falta de segurança e de policiais é um dos principais motivos da violência nos esportes, é necessário que o governo, por meio da Secretaria de Segurança Nacional, crie medidas e leis mais específicas quanto à segurança nos campos, amplificando a concentração de guardas tanto na hora da revista quanto dentro das arquibancadas, tornando mais difícil a articulação criminosa dentro dos times, como a passagem de armas. Com isso, a chance da reincidência desses casos é menor, e, mesmo se ocorrerem, serão menos perigosos pois não existirão troca de tiros entre os indivíduos.