Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    O esporte deveria ser algo saudável, que reunisse a população e que não gerasse violência. Contudo, o Brasil é o recordista mundial de morte por causa de futebol, de acordo com o site Uol, que ainda exibe uma reportagem em que no ano de 2013, o número de mortes chegou a 30. Além disso, o site R7 divulgou que em 27 anos, 101 pessoas foram mortas, dentre elas, 65 foram em consequência de tiro por arma de fogo e 82 fora do estádio. Infelizmente essa agressão ainda persiste nos esportes brasileiros, principalmente no futebol.
      A violência no esporte mencionado geralmente ocorre entre times rivais, e podem acontecer em diversos lugares, como em bares, arenas e até mesmo na rua. As causas dessas agressões? É complicado responder, muitas das vezes é devido a implicações de um torcedor para outro, direta ou até mesmo indiretamente; outras vezes é apenas por torcerem para times diferentes. Nos estádio, são inúmeros os casos de partidas com torcida organizada que acabam com pessoas feridas, ou mortas. O Campeonato Brasileiro de 2013 é um ótimo exemplo, já que em razão de uma briga generalizada em Joinville, no jogo entre o Atlético Paranaense e o Vasco, resultou em quatro pessoas feridas, uma com um grave ferimento e outra tendo de ser levada por helicóptero. Não há causa específica pelo ocorrido.      
      Em dezembro de 2012, uma briga entre santistas e um torcedor do Corinthians quase terminou em tragédia em Santos. Após o jogo, dois jovens torcedores santistas jogaram pedras em um carro com quatro homens dentro, sendo que um dos rapazes usava a camiseta do Corinthians. Ao descerem do veículo, todos os quatro foram atrás dos dois menores de idade, todavia foram surpreendidos por cerca de 20 integrantes de uma torcida organizada do Santos, que defenderam os jovens. Nesse viés, um dos quatro rapazes agredidos sofreu traumatismo craniano e foi internado. O que indica que a briga teve causa inicial uma implicância por apoiarem e torcerem por times diferentes.
      Pode-se perceber, por conseguinte, que a violência no esporte brasileiro é evidente e grave. Entretanto, existe um Estatuto do Torcedor que estabelece normas de proteção e defesa do torcedor. Infelizmente, a lei não é aplicada de modo ideal. Para que essa agressão seja erradicada, a lei deve ser imposta de maneira correta, devendo haver mudanças na Justiça Brasileira. Outra alternativa é proibir se não em todos jogos, a maioria, a torcida organizada, ja que é uma das maiores causas de confusão entre torcedores. Dessa maneira, é possível que esse problema diminua drasticamente, ou pensando positivamente, que ele tenha, finalmente depois de tanta tragédia, um ponto final.