Envie sua redação para correção
    A violência no Brasil engloba diversos âmbitos sociais, desde o doméstico até o esportivo, e retrata a face da sociedade. Nesse sentido, a violência no esporte tem ganhado destaque negativo nos últimos anos por conta do seu significativo aumento. Assim, analisar a intolerância dos torcedores e a falta de fiscalização dentro e fora dos ambientes esportivos é de suma importância para a compreensão do problema.
           É notório que a intransigência dos torcedores é um relevante fator. Isso acontece porque, apesar da rivalidade inevitável, o esporte é apenas mais uma ferramenta de manifestação social, refletindo características da sociedade, como, por exemplo, a intolerância. Por consequência, os torcedores, produtos da extrema ignorância do país, são generalizados como baderneiros, mesmo que apenas 5% são realmente vândalos e os crimes estarem relacionados diretamente a problemas sociais sociais, de acordo com o sociólogo Maurício Murad. 
           Outrossim, ausência de fiscalização dentro e fora das sedes esportivas é um outro ponto que merece destaque. Nesse ínterim, por conta do número de policiamento insuficiente e ausência de treinamento especializado, a violência não é coibida, nem controlada de forma eficaz. Como efeito, de acordo com notícias do G1, nos últimos anos, houve aumento significativo nos problemas de violência entre torcedores, principalmente no futebol. 
        Portanto, para que esse óbice seja resolvido, ações devem ser realizadas. Consoante a isso, é necessário que a polícia seja treinada para punir vândalos intolerantes, por meio de incentivos e investimentos governamentais, criando cursos direcionados para o controle da violência no esporte, aumento do contingente policial e focado no ensino de ações corretas e pensadas. Dessa forma, o esporte assumir a sua versão genuína de unir as pessoas e promover sentimentos de paz.