Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    As primeiras práticas esportivas foram registradas na Grécia Antiga,com objetivo de comunhão entre os povos.Com isso,criaram os Jogos Olímpicos,herança herdada até os dias atuais em todo o mundo.Entretanto,com o desenvolvimento das revoluções industriais,o esporte passa a ter uma conotação capitalista,influenciando a rivalidade entre torcedores,ocasionando a violência de forma brutal.Logo,a contemporaneidade brasileira sofre cotidianamente com tal violência,sendo necessário medidas que possam amenizar o impasse no âmbito social.
         A priori,o principal esporte que tem causado maiores índices de violência é o futebol,em que algumas torcidas organizadas se sentem no direito de tirar o vida de um torcedor do time rival,para alimentar o espírito competitivo dos membros.Prova disso,é que de acordo com a Obvious Mag,em 2017 foram registrados 104 episódios de violência e 11 mortes relacionadas ao futebol.Além disso,tais torcidas "desorganizadas" cometem vandalismos nos estádios e violência física e verbal com os demais torcedores.Ademais,a violência no esporte pode ser representada de variadas formas e em diferentes esportes,como a trapaça,pancadaria,roubo e rivalidade fora do ambiente esportivo.Portanto,é preciso adotar a concepção de Jean Sartre: "a violência seja qual for a maneira que se manifeste é sempre uma derrota",e colocar o esporte como uma prática de comunhão e igualdade.
         Contudo,com o aumento da acepção capitalista e competitiva nos esportes, a falta de policiamento e investimento nos lugares onde são realizados,impede que o problema seja solucionado.Em vista disso,aumenta-se a cada dia a estatística de pessoas assassinadas em jogos de futebol ou por simplesmente estar com a camisa do seu time,fazendo com que a população se sinta insegura e amedrontada,rompendo com o Artigo 5° da Constituição Cidadã,que garante liberdade de expressão e direito de ir e vir ao cidadão brasileiro.Dessa forma,é necessário que o Estado adote a visão de Thomas Hobbes,que para haver harmonia social e amenizar a violência é preciso um Estado forte.
         Diante disso,cabe ao Poder Legislativo em parceria com o Ministério da Justiça aplicarem leis mais árduas para punir os que cometem violências no meio esportivo,como o cadastramento de torcedores e proibição da identificação de torcidas organizadas,para que assim a segurança nos estádios e na rua seja mantida.A posteriori,é preciso que o Município junto ao Ministério da Cultura façam campanhas em horários televisivos nobres para conscientização das pessoas dos malefícios da violência nos esportes,como introduzir participações de jogadores famosos citando a quantidade de pessoas que são assassinadas por tal atitude,para que o indivíduo adote uma postura cidadão e crítica em relação ao impasse.Sendo assim,a comunhão proposta na Grécia Antiga voltará ao esporte brasileiro.