Envie sua redação para correção
    No Brasil contemporâneo, é comum serem noticiados casos de violência dentro do esporte; estes são causados por diversos motivos, sendo os principais a intolerância contra a diversidade e a falta de policiamento nos estádios. Segundo o jornal El País Brasil, em 2017 houve 11 mortes devido à violência dentro de estádios brasileiros, mostrando que as consequências das agressões podem ser graves. Assim, é fato que medidas devem ser tomadas. 
        A falta de policiamento é um problema que afeta os estádios e permite a ocorrência de episódios violentos. A greve dos policiais do Espirito Santo, em 2014, mostrou na prática que as pessoas seguem as leis porque há fiscalização; quando essa deixa de existir, o homem age conforme sua vontade. Assim, quando não há policiais nos estádios durante os jogos, o ser humano deixa civilizado e passa a agir de forma agressiva e intolerante contra seus adversários, mesmo sendo ilegal. Portanto, essa é uma das causas que motiva os agressores a se manifestarem. 
        Há diversas formas de violência, sendo uma delas a psicológica. A intolerância é um grave problema na sociedade brasileira; o racismo está enraizado na população, mesmo ela sendo majoritariamente negra, e se manifesta também no futebol. Em 2014, o então goleiro do Santos, Aranha, foi chamado de macaco por torcedores gremistas durante uma partida. Tal fato mostra que, além dos jogadores não estarem isentos de tamanha violência, esta acontece de forma velada, uma vez que somente o agredido a percebe com clareza. Assim, é preciso que haja uma maior fiscalização para que saibam, de fato, quantas agressões acontecem durante as partidas.
        Mortes e multas são algumas das consequências de tanta brutalidade. Eventualmente, as agressões físicas entre torcidas organizadas saem do controle das autoridades locais e acabam causando mortes. A pancadaria ocorrida durante jogo do Campeonato Brasileiro de 2013 entre Atlético Paranaense e Vasco mostra que barras de ferro e outros objetos encontrados nos estádios podem ser facilmente utilizados como armas. Dessa forma, não sendo possível prevenir as agressões, é necessário punir os agressores por meio de multas, processos judiciais e a proibição da entrada em jogos.
       Assim, a mudança na segurança no esporte é necessária. Portanto, cabe ao Ministério da Justiça e Segurança Pública exigir mais policiamento nos estádios brasileiros por meio da contratação de mais profissionais. Dessa forma, os tumultos serão rapidamente interrompidos e os torcedores não agirão mais de forma imoral, pois serão punidos, diminuindo, então, a ocorrência de casos violentos dentro do esporte brasileiro.