Envie sua redação para correção
    A ocorrência das Olimpíadas no século XXI é herança da Grécia Antiga, e  naquela época, tal evento era marcado pelo espírito de confraternização. Entretanto, no Brasil atual, o esporte é caracterizado pela violência. Deve- se analisar, acima de tudo, a intolerância como principal causa desse cenário, e suas terríveis consequências.
       A princípio, é fato que a agressividade das torcidas possui raízes na formação nacional. Nesse período, certos grupos não respeitavam outros por conta de suas diferenças, como exemplo os portugueses em relação aos negros escravizados e explorados. Isso levou à ocorrência da violência, aspecto refletido nos dados divulgados pelo site Politize: mais de 60.000 pessoas são brutalmente mortas todos os anos no país, sendo a maior parte delas negras. Esse exemplo mostra a relação da inflexibilidade como causa da violência em diferentes contextos, como nos estádios.
       Em decorrência desse perfil do povo brasileiro, as reuniões esportivas são marcadas pelo sentimento de rivalidade e ódio entre as torcidas. A tensão é tão alta entre elas de forma que ocorrem casos agressão física e até homicídios. Não é por acaso que o jornal El País apontou que em 2017 mais de 100 acontecimentos desses foram relatados, além de 11 mortes devastadoras. É evidente a carência de meios para evitar esses conflitos.
       Destarte, para que a situação seja amenizada, faz-se necessária a adoção de algumas medidas. Então, os Clubes Esportivos, juntamente com cientistas sociais, devem reunir as torcidas organizadas para conscientizá-la, através de palestras, a respeitar diferentes grupos. Essas reuniões devem ser divulgadas por meio das redes sociais dos times, e realizadas nos estádios locais. Esses eventos terão a finalidade de promover uma relação mais amistosa entre as torcidas, pois apenas nesse momento o esporte voltará a ter, como na Grécia Antiga, a confraternização como principal valor.