Envie sua redação para correção
    O futebol é visto no Brasil hoje para além dos campos, é uma expressão social, econômica, cultural e política. Sendo assim ocorrem nele, problemas pertinentes à sociedade, tendo como o maior deles a violência, que assola os estádios brasileiros, preocupa a justiça e evidencia a carência de atenção por parte do governo. 
       Após anos de segregação social e racial no Brasil, o futebol, surge como um esporte democratizado, e logo é aderido pelas massas. Ganhando então importância cultural, econômica, política, entre outras. Porém traz consigo a violência histórica característica da nação brasileira. Então o que a princípio serviu de representação da paz e união, é corrompido pela brutalidade, se tornando o esporte com mais violência entre torcedores e um grave problema de segurança pública. 
       De forma infeliz os estádios se tornaram inseguros enquanto espaço de lazer, para levar a família, torcer etc. De acordo o sociólogo especializado em sociologia do esporte, Mauricio Murad, o problema teve aumento com a infiltração do crime organizado, que nas torcidas observaram a oportunidade de inserir-se em mais uma instituição. Isso denota a urgência do governo em procurar meios para desarticular as facções criminosas no esporte. 
       O país do futebol sentes graves dificuldades em gerir o que é considerado por muitos a paixão nacional. Isso devido a omissão dos órgãos legislativos e executivos em buscar caminhos para a resolução de tal problema. É fundamental que os casos de crimes envolvendo esportes sejam analisados e julgados pela justiça comum, que deve ser valorizada e respeitada. Também é importante haver campanhas pela paz no futebol através das mídias sociais e que cada time possa fiscalizar suas torcidas organizadas através de cadastramento pessoal.