Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    É notório que as pessoas vivem em um dos mais conturbados momentos da civilização que o homem já conheceu e afirmam que uma dessas situações está voltada para a violência no esporte e que necessita de mudanças. Será possível reverter essa situação?
       Segundo Jean-Paul Sartre, filósofo, escritor e crítico francês,” a violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota”. Diante disso, o esporte que, subjetivamente, deveria sublimar a violência, passou a ser a própria forma de manifestação desse fenômeno, e a impunidade é um fator determinante para a continuidade deste quadro.           Pisoteamento, arrastão, empurra-empurra, agressões, vandalismo e até mesmo furtos são atos cometidos com frequência em estádios de jogos por todo o Brasil. Em 2017, foram registrados 104 episódios violentos relacionados ao futebol brasileiro, que resultaram em 11 mortes de torcedores. Nesse contexto, pode-se observar a falta de políticas de enfrentamento a violência nos esportes.    
        Diante das ideias expostas, é necessário que o Governo Federal invista em políticas de enfrentamento, como leis mais rigorosas, e palestra de conscientização contra a violência no esporte, e que as leis já existentes sejam aplicadas da forma correta, para que assim, possamos viver em harmonia.