Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    Nos ultimos anos, no Brasil, ocorreram cerca de 145 mortes relacionadas ao futebol de acordo com a pesquisa do mestrado da Universo. Isso mostra como esse esporte antes associado à uma forma de lazer se tornou um cenário de violência. Nesse sentido dois aspectos precisam ser analisados: a violência como reflexo da sociedade e as consequências da falta de profissionais em segurança em eventos esportivos.
      Em uma primeira análise, vale-se ressaltar que a violência geralmente está presente em todas as esferas da sociedade. De acordo com o conceito de banalidade do mal trazido pela socióloga Hannah arendt "quando uma atitude agressiva ocorre constantemente, as pessoas param de vê-la como errada". Percebe-se então, que os atos de agressão ocorridos em eventos esportivos são produtos de uma comunidade onde é comum o uso de violência para se alcançar objetivos. 
       Ademais, a falta de pessoas capacitadas para lidarem com as confusões que ocorrem em estádios contribuem para o aumento da gravidade do problema. O livro "Ensaio sobre a cegueira" de José Saramago, evidencia situações que os mais fortes abusam do poder causando descontantamento naqueles que são oprimidos que revidam por meio de atos de violência. Em eventos esportivos isso ocorre quando os responsavéis pela segurança  agridem torcedores devido à alguma atitude, o que muitas vezes gera descontentamento nos demais causando assim uma série de conflitos.
       Dado o exposto, faz-se necessário que os clubes de esportes brasileiros elaborem campanhas por meio de redes sociais para os torcedores sobre a importância de respeitar a escolha de time do outro, buscando assim sensibilizar sobre a idéia de esporte como lazer. Além disso, é necessário a capacitação de seguranças para esses eventos feita por meio de treinamentos financiados pelos idealizadores de eventos, para que esses sejam capazes de lidarem com as confusões sem agravarem os problemas.