Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    O esporte brasileiro é aclamado por uma considerável parcela da população pelo seu prestígio, influência e grande investimento por parte dos patrocinadores, não apenas no país, mas fora dele também. Muitos são os sentimentos que afloram nos jogadores e torcedores durante os eventos, fazendo com que essas emoções excedam a verdadeira função do esporte, que é promover a harmonia, a integração entre os participantes e o espírito esportivo. Atos assim geram ações violentas entre os próprios torcedores além do ambiente a qual estão que também é denigrido.
          Em primeiro lugar, há uma  idolatria excessiva por parte dos torcedores, devido a grande influência que o esporte alcançou, principalmente o futebol brasileiro, levando-os a cometerem barbaridades para proteger o "nome" do seu time. Essas violências não ocorrem somente no âmbito físico, mas também psicológico, com xingamentos, bullying, comentários racistas e homofóbicos. Os confrontos ocorrem entre torcedores do mesmo time, por torcidas organizadas que ultimamente vão prontos para brigar, por torcidas rivais, por fanatismo e até mesmo pelo policiamento.
          Além disso, a violência durante os jogos passou a ser considerado um problema social, já que muitas famílias se sentem inseguras a irem assistir um jogo de futebol em um estádio, por exemplo, com medo de serem mortas ou atingidas. Pois o vandalismo está presente não somente dentro dos estádios, arenas e quadras, mas também fora deles, nas ruas, bares e trânsitos.
          Nessa perspectiva, é importante que haja um controle e uma vigilância maior durante a realização dos eventos por parte dos responsáveis privados e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), com policiamento,  regras mais rígidas em relação às torcidas organizadas, por geralmente serem grandes causadores de conflitos, com multas, cadastramento, esquemas mais rígidos de segurança tanto dentro como fora dos estádios e proibição de identificação de torcidas uniformizadas. Todas essas intervenções são medidas para minimizar os conflitos durante os jogos, para assim o esporte vinhe-se a ser um exercício de emoção e diversão, voltado para famílias e para aqueles que o acompanham .