Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    Maior e mais famoso símbolo do Império Romano, o Coliseu era um enorme anfiteatro reservado para combates entre gladiadores, sucediam ao público a afeição à brutalidade e a justificativa eram baseadas nos valores culturais.Entretanto,após séculos de avanço e proteção aos direitos humanos, alguns indivíduos ainda refletem esses traços na competição esportiva.É válido ressaltar,o cenário de violência no esporte brasileiro,no qual é nítido a urgência de resoluções para combater o impasse.
    
       Primeiramente,é valido destacar, a célebre frase “Brasil, país do futebol”,no qual é motivo de orgulho para milhares de brasileiros,sendo impulsionadora da valorização do sentimentalismo aos times que converter a paixão pelo futebol em um verdadeiro estilo de vida brasileiro.Todavia,mesmo sendo o futebol uma paixão da sociedade, a violência se faz presente nos jogos,segundo a   pesquisa de Campinas indicam que, só em 2017, 104 episódios de violência foram relacionados ao futebol brasileiro, sendo que 11 pessoas foram mortas.Desse modo, é evidente tais problemáticas no esporte brasileiro, são ocasionados pela violência.
         Outrossim,a violência no futebol reflete  na ferocidade da sociedade, reflexo que assola o quadro de insegurança na sociedade brasileira.Segundo  Mauricio Murad, professor e doutor em sociologia do esporte, a postura meramente repressiva contra torcidas organizadas se mostra ineficaz no contexto de uma sociedade que registra mais de 61.000 homicídios por ano e tem a terceira maior população carcerária do mundo.Além disso, comprova-se que a segurança do país é ineficaz,pois os agressores não são identificados ou recebem leves advertências, enquanto  para as vítimas da violência física ou moral, os danos podem ser irreversíveis.A impunidade é um problema sério no Brasil, que necessita de medidas urgentes.
          Destarte,é imprescindível que  medidas sejam tomadas para que o problema da violência nos esportes seja atenuado.Ademais,cabe ao Governo Federal  em conjunto Ministério da Segurança Pública, o devem criar um programa de segurança mais eficiente, cadastrando dados de cada torcedor, que deve corresponder a um único assento da arquibancada, por meio da contratação de técnicos em informática, que promoverão um maior controle de todos os espectadores, principalmente nas cidades com um número mais elevado de violência nos estádios, e os indivíduos que descumprir a lei sejam realmente punidos.Por fim, cabe ao Ministério da Educação, em parceira com as instituições de ensino,o dever promover palestras, aulas extracurriculares com ajuda dos professores capacitados no assunto e psicólogos, para que neste ambiente, crianças e adolescentes saibam diferenciar a liberdade de expressão da intolerância, para que assim o Brasil deixe de ser o pais da violência.