Causas e consequências da violência no esporte brasileiro

Envie sua redação para correção
    Segundo o jornalista Haroldo Maranhão, o esporte é, por si só, uma manifestação artística. Sendo um tipo de arte, ele se desenvolve em paralelo à identidade nacional brasileira. Por consequência disso, promove-se uma grande expectativa ao seu redor, de forma que este seja o principal alvo de atenção no ramo da comunicação no país. Entretanto, essa paixão pode se tornar doentia, ao passo que o esporte, e principalmente o futebol, pode ser usado como meio propagador de violência.
      Em primeiro plano, vislumbra-se a rivalidade entre times no Brasil. Sendo o futebol um esporte muito valorizado, o seu resultado excede os limites do estádio e está diretamente relacionado com o modo de pensar da sociedade. Sendo assim, o futebol molda a identidade cultural do indivíduo, e se estabelece como uma verdadeira instituição brasileira. Através disso, a valorização deste esporte acaba nutrindo ainda mais a rivalidade, e se mal interpretado, a violência.
     Referente ao início do processo,Gilberto Freyre introduz a sua obra "O negro no futebol brasileiro". Nela, o sociólogo apresenta a incorporação do futebol como paixão nacional, que se tornou um elo em comum para as massas. Paralelamente a isso, prevê que este poderia ser um fator fundamentador de violência no futuro. Na atualidade, o que se mostra é a comprovação desta tese. Tem-se tornado cada vez mais comum a repercussão de manchetes sobre a violência entre as torcidas de times de futebol. Nelas, torcedores se veem motivados a propagar o ódio e a intolerância sob justificativa de defesa dos times. 
     Em suma, o que era motivo de alegria, se torna um mau fator, e que, se não combatido, pode-se tornar enraizado na identidade nacional. Precisa-se, pois, da junção de setores civis e militares da polícia para que estes façam uma melhor fiscalização da entrada nos estádios. Não obstante, a mídia deve deixar de propagar quaisquer notícias sobre violência, mantendo-as em sigilo, para que este gesto não sirva de exemplo para outros. Assim, a sociedade poderá desfrutar de sua paixão com segurança.