Envie sua redação para correção
    A Constituição Federal de 1988,norma de maior hierarquia brasileira assegura a todos o direito à educação e proteção.Entretanto,no Brasil a triste temática de violência nos estágios impedem que os cidadãos experimentem esse direito na prática.Isso se deve,sobretudo, a deturbada mentalidade de certos indivíduos e a ineficácia das leis.Logo,são necessárias medidas educacionais e governamentais para mitigar o problema.
      Em primeiro lugar, é inquestionável que a má aplicação educacional seja uma das causas de atos violentos reproduzidos no esporte.Segundo o sociólogo francês, Durkheim, é na infância que os indivíduo passa pelo processo de socialização adquirindo os valores morais e éticos da sociedade que estão inseridos.Nesse sentido,quando o aluno não passa por essa construção de princípios, são gerados adultos intolerantes e egocêntricos que não aceitam,por exemplo,a perda do título de campeão do seu time.Dessa forma, a violência e xingamentos aumenta dentro dos estágios.
      Além disso,a mídia alimenta o fanatismo dos torcedores.Em sua teoria sobre a Tábula Rasa do filósofo John Locke, afirma que o indivíduo é como uma tela em branco que é preenchida por experiências e influências externas.Nesse contexto,os meios de comunicação,muitas vezes,influenciam os indivíduos por meio da estimulação de competição entre times rivais.Logo,os indivíduos são formados de forma negativa.
      Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse.Para isso,a escola como construtora de opinião, deve promover debates e palestras com a participação de psicólogos e professores de sociologia para construção de valores universais e formação de estudantes mais tolerantes. Feito isso,o Poder Público deve fiscalizar e proibir qualquer conteúdo que excite ao ódio dos torcedores com objetivo de aumentar a inclusão social de times divergentes.Assim, a constituição será consolidada e a vida da sociedade será melhorada.