Envie sua redação para correção
    O esporte pode ser definido como a prática metódica, individual ou coletiva de um jogo ou qualquer atividade que demande exercício físico e destreza, com fins recreativos. Consoante a isso, pode estar presente em escolas, estádios, meios de comunicação e afins, sendo o Brasil considerado o país do futebol. Logo, no que diz respeito as causas e consequências, podemos citar, respectivamente, a influência que desde cedo criam um espírito esportivo negativo e como efeito, brigas e disputas pueris e imaturas.
          Num primeiro momento, podemos citar a influência que, por vezes, vem desde a fase infantil, onde muitos congêneres ou tutores interferem na escolha de times ou na vontade de vencer, levando-os a crer que ganhar é a única opção. Isso não só importa no esporte, mas como um ensinamento para a vida que não corrobora a verdade absoluta de viver a vivência amadurecida.
        Além disso, como consequência, podemos listar desentendimentos e desarmonia, com destinações irrelevantes, que acabam gerando desfechos fatais como é o caso de várias pessoas que foram assistir a jogos com o intuito de divertimento e acabaram mortas por altercação ou pisoteados no meio dos tumultos. Fato esse que comprova o quão importante é a neutralidade em alguns assuntos, o que deveria ser somente uma provável fuga da monotonia, pode se tornar mortífero.
    
         Em síntese ao que foi evidenciado, destacado e esclarecido, medidas devem ser tomadas para evitar tais acontecimentos. Conforme o que foi dito, ações e projetos como oficinas de conscientização financiados pelo Ministério do Esporte que visem tanto jovens em crescimento, quanto adultos as mostrem a importância de respeitar as ideias opostas podem colaborar para uma existência pacífica e igualitária, assim, evitando desavenças e problemas futuros. Em suma, tais precauções podem sim favorecer uma boa vivência.