Envie sua redação para correção
    Na Idade Média era comum arenas de luta como principal entretenimento esportivo que, tinham como principal característica, a grande brutalidade.Hodiernamente, entretanto, o âmbito esportivo, ainda que, em teoria, pregue a união entre os indivíduos é marcado por grande caos e graves problemas que assolam a maioria dos esportes, no Brasil.Nesse sentido, a rivalidade exacerbada e a sensação de impunidade tornaram- se as principais marcas da problemática. 
       Em primeira análise, cabe salientar que os atritos excessivos  entre os torcedores piora a situação nos esportes. Isso ocorre, pois, há uma sensação de superioridade de um time sobre outro,advinda, muitas vezes, da intensa competição exacerbada  entres eles.Logo, tal fato aumenta tanto a violência verbal como brincadeiras de mau gosto ou palavras ofensivas, quanto física como brigas e socos, levando, em alguns casos, pessoas ao óbito.Nesse viés, uma pesquisa exposta no G1 relatou que o Brasil foi o país, em 2014, que mais teve mortes causadas no âmbito do esporte , demostra- se, assim, a gravidade da situação. Consequentemente, os locais esportivos tornam-se sinônimo de violência e acabam sendo excludentes, visto que pessoas evitam ir ou levar crianças e idosos por medo de tumultos.
        Além disso, a grande sensação de impunidade que os indivíduos sentem em relação aos resultados de seus atos agrava, também, a situação.Tal fato ocorre porque, em geral, não existem ações punitivas eficientes por parte do governo, tais como prisão imediata sem direito a fiança, por exemplo,visto que poucos atos realmente resultam em algo ou os causadores da confusão acabam passando impune.Com isso,as pessoas pensam que podem fazer o que quiserem pois não serão condenados por isso.Nesse contexto, segundo levantamentos do Ministério do Esporte,apenas 3% de processos de violência no âmbito esportivo acabam em condenação.Em consequência disso, fazem com que torcedores fanáticos sintam-se sobre a lei, logo, não há melhoria na problemática.
       As questões advindas da violência no esporte ,portanto, são graves e medidas devem ser tomadas para reverter o problema.Nessa maneira, o Ministério do Esporte, fundida com o da Educação e Cultura,em 2019, como principal agente deve usar de seu poder para aumentar a fiscalização nos jogos esportivos e a punição devida aos vândalos.Tal fato ser feito tanto por  meio de uma policiamento maior durantes os jogos, objetivando evitar tumultos, quanto o  uso de técnicas usadas em países desenvolvidos como a Inglaterra, tais como proibir a entrada de torcedores com histórico em brigas, com objetivo de fazer com que eles tenha receio em promover atos violentos.Para que, dessa forma, o  esporte em qualquer ambiente tenha, na prática, os ideias que possuem em sua teoria.