Envie sua redação para correção
    A violência, seja qual for a maneira que se manifesta, é sempre uma derrota, no esporte brasileiro, ela se mostra constantemente presente. De fato, atualmente é difícil discernir um estadio de futebol para um zoológico, homens agindo de forma agressivas e irracionais conforme animais, logo, uma sociedade movida ao ódio mostra-se comprometida.
      Primeiramente, à espécie homo sapiens, carrega em sua cultura a tendência a violência. Desde a Roma Antiga, no coliseu já ocorria jogos violentos e sanguinários para entreter o imperador e o povo, atividades que tornava homens em seres irracionais. Por certo, atualmente existem ``jogos do coliseu light´´ que são chamados de esportes, que desperta nas pessoas uma competição fora dos limites, consequentemente tende a gerar brigas, mortes, preconceitos, lesões psicológicas e abalo no desenvolvimento da população. 
      Dessa maneira, como já dizia Immanuel Kant, ´´É no problema da educação que assenta o grande segredo do aperfeiçoamento da humanidade´´, de fato a educação do Brasil está gravemente ´´ferida´´, logo isso, irá afetar diretamente no comportamento do individuo. Efetivamente,  atitudes violentas no esporte brasileiro é um sintoma do precário sistema educacional do País, pois o governo e empresários, preferem investir em atividades esportivas que são apenas para o prazer humano, em vez de aplicar nas escolas e na metodologia de ensino.
       Portanto, o problema mostra-se uma grande pedra a ser removida do caminho para o desenvolvimento. Dessa forma, é notável que o Ministério de Educação ( MEC ), deve instituir nas escolas, metodologias que vem abranger sobre os comportamentos do indivíduo, de forma psicológica afim de conscientizar os alunos à respeitar os direitos humanos e ter empatia pelo próximo. Logo, de acordo com o decreto universal dos direitos humanos, todo indivíduo tem o direito a segurança e bem estar social, assim, o ministério de segurança deve reforçar de forma eficaz a proteção das pessoas que frequentarem jogos esportivos, de pessoas problemáticas.