Envie sua redação para correção
    Em ''O Livro do Desassossego", o heteronómino de Pessoa, Bernardo Soares, diz: "Tudo que se passa no onde vivemos é em nós que se passa". Sob esse viés, todo o corpo social brasileiro deve, hoje, saber-se responsável pela questão da "cibercondria". Nesse contexto, faz-se necessário combater o autodiagnóstico de doenças com base em informações cibernéticas, cujos principais obstáculos são o deficitário acesso ao sistema de saúde pública e a correria da vida moderna.
        Em primeiro lugar, faz-se necessário ressaltar que a o deficitário acesso ao sistema de saúde pública colabora com o aumento do autodiagnóstico, uma vez que na dificuldade em acessar tal sistema, leva o indivíduo procurar ajuda na internet, já que esta lhe não lhe proporciona dificuldades em ser acessada. Tal deficiência é ocasionada pela falta de investimentos na área da saúde, que segundo o Conselho Federal de Medicina estão 'abaixo do ideal'. Isso resulta no aumento da procura de informações médicas na internet.
       A posterior, o sociólogo polonês Zygmunt  Bauman, um dos derradeiros pensadores da totalidade contemporânea, empenhou-se na reflexão d precariedade de valores e da metamorfose comportamental da humanidade, isso posto, importa compreender a "cibercondria" como reflexo da correria da vida moderna de nossa modernidade líquida. Além disso, a democratização do acesso à internet, facilitou a busca de informações médicas por indivíduos que não possuem a capacidade de as interpretar.
       Portanto, fazem-se urgente medidas públicas que alterem esse cenário. Logo é fundamental investir recursos financeiros no sistema de saúde pública, pelo governo federal, a fim de aumentar o acesso a esse sistema. Além disso, a sociedade civil precisa se conscientizar sobre a importância de se cuidar da própria saúde, a fim de não deixar a correria da vida moderna prejudicar o bem-estar. Somente mediante a adoção de tais medidas será possível combater a ''cibercondria''.