Envie sua redação para correção
    A Internet vem ocupando lugares cada vez maiores na vida das pessoas, como já dizia Albert Einsten, "se tornou aparentemente óbvio que nossa tecnologia excedeu nossa humanidade". E de acordo com esse pensamento, a sociedade vai sendo gradativamente influenciada por ela.
     Com a Revolução Industrial no século XVIII, novos meio de comunicação foram surgindo facilitando assim a interação entre as pessoas da época e com a invenção da Internet em 1969 não foi diferente. Hoje em dia, pleno século XXI é raro não encontrar alguém com um Smartphone em mãos, seja como meio de trabalho ou somente para distração. Procurar sintomas de enfermidades no Google é cada vez mais comum nos dias atuais (a chamada cibercondria) devido ao avanço da tecnologia, pode-se até realizar exames e receber os resultados via e-mail.
    Porém com o advento da mesma, trouxe hábitos considerados ruins já que tudo se pode fazer com a ponta dos dedos, um deles é a automedicação segundo o ICTQ (instituto de pós-graduação para profissionais do mercado farmacêutico) cerca de 79% dos brasileiros a praticam. De fato é extremamente perigoso se automedicar, levando ao agravamento da doença. É necessário o entendimento por parte da população de que uma simples virose, pode levar a uma pneumonia ou até a morte por isso é indispensável a ida em um hospital para que um profissional lide com a situação da melhor e mais correta forma possível.
    Portanto, é evidente que a Internet está infiltrada na sociedade trazendo benefícios e malefícios. O CGI (Comitê Gestor da Internet) é responsável pela segurança das redes, logo a cibercondria poderia ser evitada ou ao menos amenizada com a conscientização da população de modo que fossem procurar hospitais na presença de qualquer sintoma anormal, além do CGI criar redes especiais que seja ligadas a hospitais estando disponíveis 24 horas por dia, onde somente profissionais especializados na área da saúde poderiam responder, dando todo suporte possível ao paciente, utilizando a tecnologia a favor do bem.