Envie sua redação para correção
    Cibercondria: a doença da era digital 
       Em meados da década de 1940, iniciou-se a Terceira Revolução Industrial, que tem como principal característica a inventilidade de usos da tecnologia. Nesse sentido, a Revolução ainda está sendo vivenciada nos dias atuais, sendo cada novo aparelho tecnológico uma invenção no mercado. É fato que o momento histórico pode ser relativo ao mundo cibernético do século XXI, relacionando com a má utilização que pode originar problemas de saúde e as transformações no decorrer dos anos. 
        Em primeiro lugar, é importante destacar que, em função das inovações tecnológicas, os internautas abusam da utilização da internet pesquisando sobre seus sintomas sem antes ter uma avaliação médica. De acordo com o filósofo Immanuel Jobs, o ser humano é aquilo que a educação faz dele, sendo a educação, nesse contexto, a tecnologia. Essa situação é um problema, pois o acesso a saúde está sendo reformulado para novos padrões e pode agravar o estado das pessoas com alguma vocação para a ansiedade diante a saúde e substituir por uma nova condição. 
       Em segunda análise, presencia-se uma forte transformação no decorrer dos anos. Segundo o fundador da Apple, a tecnologia move o mundo, fazendo uma alusão à importância do impacto que a tecnologia causa para a população. O índice de pessoas que tomam remédios sem a consulta médica chega a 91% na faixa etária. Desse modo, vivemos em uma realidade em que as pesquisas se tornam mais alcançáveis para a população. O que impede esse problema de ser resolvido é que as pessoas estão cada vez mais distantes da realidade e focadas no mundo virtual. 
      Portanto, é mister que o Estado tome providências para amenizar o quadro atual. Para a conscientização da população brasileira a respeito do problema, urge que o Ministro de Saúde (MS) atuem, por meio de palestras sobre a má utilização da internet, oficinas educativas, campanhas de conscientização e prevenção de mecanismos para a identificação de informações falsas, fazendo com que as escolas trabalhassem o conceito com os estudantes. Somente assim, será possível combater a doença da era digital, e ademais,parar com a contaminação tecnológica, da mesma forma que ocorreu na Terceira Revolução Industrial.