Envie sua redação para correção
    Desde os primórdios denominado Revolução Industrial e a Ascensão do Capitalismo, que as técnicas mecânicas e informacionais estão em constante desenvolvimento. Atualmente, entretanto, a doença da era digital ( cibercóndria) é um desafio a ser enfrentado de forma mais organizada na sociedade. Nesse sentido, deve-se levar em consideração as principais consequências desse impasse. 
       De acordo com o Jornal Globo, 8 em cada 10 pessoas buscam da Internet para se diagnosticarem e se automedicarem. O que se torna preocupante é o fato dessa conduta originar outras doenças como a ansiedade, depressão insônia o que ocasionam uma má qualidade de vida. Nem sempre o que esses indivíduos possuem é algo sério, mas como o Google vem sendo cada vez mais trocado pelo médico, os erros na medicação são frequentes. 
       Ademais, com a Revolução Industrial ouve grande eclosão no desenvolvimento Tecnológico e medicinal, sendo muito importante para a atual Era, porém é preocupante o fato da facilidade que as pessoas têm em comprar remédio. É rotineiro que os cidadãos brasileiros recorram às farmácias para comprarem um medicamente, que para eles seriam a solução para sua "doença", sem antes recorrer a um profissional habilitado para fazerem um diagnóstico apropriado. Muitos deles, não sabem como o produto funciona em seu porco, ou pra que realmente é, podendo levar à diversas reações químicas que poderiam piorar a situação do corpo destes indivíduos. É inadmissível que em pleno século XXI, não se tenha resolvida ainda essa questão no Brasil. 
       Fica evidente, portanto, que a situação da Cibercóndria, requer ações efetivas para serem erradicadas no país. O Ministério da saúde junto ao Governo Federal devem criar leis que regularizam a venda de medicamentos.Alem disso devem promover terapias nos diversos institutos médicos, por meio de profissionais capacitados, para controlar esse vício. Espera se com isso, que a cibercóndria seja enfim controlada.