Cibercondria: a doença da era digital

Envie sua redação para correção
    A tecnologia vem passando por diversas transformações ao longo dos anos, por vezes prejudicial à saúde, pois está sendo usadas de maneira totalmente inadequada com que chamamos de cibercondria no caso uma doença da era digital em que se torna vício as pessoas no geral, causando uma intolerância à vida social capaz de levara-las ao mau caminho e não se desgrudando das armas: o celular, a rede social.
         A internet revolucionou com que hoje podemos estar usando-a de forma correta como alguns exemplos que tornam a internet heroína são: pesquisas para melhorar do ensino, tecnologias nas escolas para aperfeiçoar o aprendizado dos alunos e professores, aplicativos de conversa, trabalhos, vida social e muitas vezes lazer, mas também ocorre descuidos tecnológicos pelo mal da rede.
         Nessa perspectiva, aos atos positivos podemos citar os negativos, os que tornam a internet vilã: o mau uso dela em nosso cotidiano, os hackers que estão tomando conta da internet como: contas no celular, assédios virtuais, a ponto que aconteça transtornos tecnológicos no qual estão usando a rede para mudar de vida; usando contas do seu aplicativo para parecer outras pessoas, e também as fake news, notícias falsas circulando em nosso meio.
         As pessoas no geral, portanto, precisam ficar cientes em saber dividir seu tempo e estarem reduzindo o uso da internet, para que possam viver em sociedade, mas também estar tendo diálogos familiares. As ONGs por um lado precisam apresentar palestras em escolas explicando o que é a cibercondria, na qual fazem uma redução desta e estarem buscando formas de lazer, lendo leitura, exercícios físicos, assistindo seriados bons de estudos, sair com os amigos. Contudo a rede social não passa de uma forma prática de que os indivíduos gostem de estar conversando, trabalhando e estudando por ela, mas também ficarem atentos a fim de que não ficarem viciados por causa dela.