Envie sua redação para correção
    O filme ''Clube de compras Dallas'' relata a história de um jovem após descobrir ser portador do vírus HIV. Não tão distante da ficção, o problema das DST's, que se mostra cada vez mais crescente, tem assolado o Brasil, sobretudo a população jovem. Em suma, este fato se deve, principalmente, a dois fatores: a falta de educação sexual, imprescindível para a conscientização acerca dos perigos de relações sexuais desprotegidas, bem como pela falsa sensação de uma vida saudável propiciada pelos avanços da medicina no tratamento de DSTs.
      É importante pontuar, de início, que a falta de educação sexual nas escolas é um fator relevante para o crescimento das DSTs entre os jovens brasileiros que, segundo dados do Ministério da Saúde, aumentou cerca de 100% em 10 anos. Isso se deve ao fato de os debates acerca de relações sexuais ainda serem um tabu no Brasil, já que parte da população acredita que tais debates estimulam a prática de relações sexuais precoces. Em decorrência disso, tem - se uma população jovem alheia a gravidade das consequência geradas pelo sexo desprotegido, sobretudo, a contração de doenças sexualmente transmissíveis, que implica em uma vida de grandes desafios aos portadores.
      Ademais, outro fator que contribui para o aumento de DSTs entre jovens é a falsa ideia de uma vida com qualidade propiciada pelos avanços da medicina em relação ao tratamento de tais doenças. Isso decorre do ideal de que o aumento da longevidade de portadores de DSTs, devido ao desenvolvimento de medicamentos para esse fim, possibilita também uma vida com qualidade, fato esse que não é verídico, visto que é grande o número de remédios a serem ingeridos diariamente, além dos efeitos colaterais que podem ser extremamente agressivos. Assim, acredita-se ser dispensável o uso de preservativos nas relações sexuais, o que contribui para o aumento  das DSTs entre jovens no país.
      Frente ao exposto, fica evidente a necessidade de frear o crescimento de doenças sexualmente transmissíveis no país. Para isso, é imprescindível que o Ministério da Educação inclua na grade curricular das escolas a disciplina de educação sexual como matéria obrigatória, a fim de alertar adolescentes e  jovens sobre os perigos de relações sexuais desprotegidas, conscientizando - os de que o tratamento de DSTs não proporciona qualidade de vida, sendo assim, indispensável o uso de preservativos. Afinal, segundo afirmou Platão, '' o importante não é viver, mas viver bem.''