Enviada em: 19/04/2018

Bombas. Usinas. Lixo atômico. Radioatividade. Desse modo, são evidenciados características ligadas ao medo da sociedade universal em relação a produção de energia nuclear. Em contraste, vemos uma crescente motivação em relação a instalação de usinas atômicas, por países ao redor do mundo. Em tese, qual o motivo desse incentivo, já que a produção desse tipo de energia se feita de modo equivocado, pode acarretar em problemas com gigantes dimensões?    Em primeiro plano, a energia nuclear apresenta vários pontos positivos em sua instalação, afinal esse tipo de energia não depende da sazonalidade, necessita de um curto espaço para sua afirmação, além de ser utilizado também para fins bélicos. Por conseguinte, se mostra como tendência e é muito requisitada na contemporaneidade, porém desastres com esse tipo de produção são frequentes e suas consequências são avassaladoras, devido a radioatividade a qual compromete biomas e põe em risco a saúde de diversas pessoas. Assim, a obra modernista "Rosa de Hiroxima" que traz uma alusão histórica da bomba nuclear lançada em tempos de pós guerra no Japão, ilustra perfeitamente as consequências da utilização do poder nuclear bélico, com efeito, o poema discute a questão das mortes e o mais chocante as linhagens de pessoas que trazem mutações genéticas até hoje, devido a radiação. Dessa forma, a problemática em questão sobre a utilização do poder atômico, a qual gera tanto medo na população, deve-se ao mau uso dessa e as diversas consequências negativas para todo o ecossistema.    Sob essa conjectura, o monopólio da força nuclear por países de grande influência gera pânico, pois esses estão sempre em alerta de guerras eminentes. Afinal, qual seria o tamanho do poder bélico de potencias como EUA e Rússia? o mundo sobreviveria a esse poder  em uma possível guerra?. Teoricamente, essas são perguntas incertas, não obstante toda a sociedade esta a mercê do exercício de poder que essas grandes potencias exercem sobre o mundo, assim explica o filósofo ,Focault '' As relações de poder são redes que se expandem por toda a sociedade com intuitos repressivos". Logo, o pensador dar ênfase a questão da opressão que um arsenal bélico pode gerar sobre um contingente, por isso a problemática é tão perigosa e põe em questão a vida de todos.     Portanto, apesar de ter seus pontos positivos a utilização da produção nuclear traz consequências horríveis e gera medo à população. De tal forma, é necessário que a ONU determine um limite para produção da energia atômica e que promova alianças entre países da organização , que são a melhor forma de evitar confrontos nucleares, por meio de convenções e sanções impostas aos países que desobedecerem-nas. Com ênfase, a fim de promover um desenvolvimento saudável entra as nações....