Enviada em: 26/04/2017

Ao  passo que, em meados de 1945,ocorreu a Segunda Guerra Mundial, onde houve a maior destruição em massa,promovido pelos ataques atômicos dos Estados Unidos à base Japonesa, far-se-á, desde então, a necessidade de intervenção da ONU frente às questões conflituosas das nações, de forma a promover a manutenção da paz mundial. Devido à capacidade das potências mundiais de deterem a produção e utilização de armamentos nucleares, parte-se, a partir disso, consequências imediatas na população global, como por exemplo, o medo do desencadeamento de uma possível guerra, fazendo, dessa forma, com que os detentores do poder retraiam-se frente a um possível conflito bélico, fazendo-se surgir, a partir disso, a necessidade de um acordo de não ataque como medida tranquilizadora para a sociedade.        Parte-se do viés que a população mundial sofre com a possibilidade de ocorrer uma possível guerra nuclear. Ao passo que as potências mundiais detém de potentes armamentos bélicos, que faz com que haja desestabilização das massas, surge, então, na sociedade, o temor de um possível extermínio da vida, assim como ocorrido nas cidades de Hiroshima e Nagasaki. Depreendendo-se, a partir disso, que a população encara apreensivamente a possível eclosão de uma  Terceira Guerra Mundial.         Dessa forma, far-se exalar o surgimento de medo, como reação imediata das massas, fazendo com que os Governos contenham-se frente à um conflito bélico. Evidencia-se, a exemplo, do presente conflito vivenciado pelos Estados Unidos e Coréia do Norte que fizeram com que houvesse retração e a adoção de medidas protecionistas, pelo Governo Norte-Americano, a exemplo da consolidação dos pactos econômicos feitos com o Governo Chinês, para o impedimento de um possível ataque pela base Coreana. A partir disso, far-se-á necessidade de um pacto de não agressão das respectivas potências, assim como feito na Guerra Fria, a exemplo da OTAN - promovido pelos EUA- e o pacto de Varsóvia - promovido pela antiga URSS -, para que haja, dessa forma, contenção do medo populacional.          Diante do exposto anteriormente, é necessário que a ONU em conjunto com os países conflituosos promova políticas de contenção guerrista , a fim de que não se repita o cenário mundial ocorrido nas Guerras Mundiais. É evidente que os conflitos ideológicos tangentes tanto à questões governamentais quanto religiosas se perpetuam pelos continentes Norte-Americanos e Asiáticos, todavia, há necessidade de regulamentação armamentista,por parte dos respectivos países conflitantes, para não uso de armas atômicas e químicas nos conflitos, afim de que seja promovida a tranquilização da população mundial quanto às questões da manutenção da vida frente aos conflitos de potências....