Déficit habitacional no Brasil

Envie sua redação para correção
    Segundo o filósofo São Tomás de Aquino, todos os indivíduos de uma sociedade democrática possuem a mesma importância, além dos mesmos direitos e deveres. Todavia, é visível que na prática isso não ocorre no Brasil, já que, por exemplo, não superamos o nosso déficit habitacional, ou seja, uma parcela da sociedade é excluída. Essa segregação ocorre devido aos motivos históricos e à violência estrutural com tais populações.
      Em primeiro plano, é essencial entender as causas da manutenção do déficit habitacional. Realizando um paralelo com Milton Santos,a lógica das grandes cidades de países em desenvolvimento,devido a urbanização acelerada, favorece as ocupações irregulares. Prova disso, é a existência de imóveis ociosos que, através da especulação imobiliária, corrobora com tal premissa.Assim, esse quadro vai de encontro com a Constituição de 88, visto que todo terreno deve ter uma função social.
      De outra parte, negligência estrutural com as populações do déficit só intensifica o seu grau de exclusão.A violência simbólica, de acordo com filósofo Pierre Bordieu,representa a agressão moral ao indivíduo que, no caso, significa ignorar a existência do mesmo.Exemplo disso foi o caso do desabamento do edifício Wilton Paes,lugar ocupado por moradores irregulares, que obteve pouca repercussão nas mídias e pequena sensibilidade por parte da população.Nesse contexto, é visível a necessidade de campanhas que fomentem reflexão sobre a moradia. 
      Fica evidente,portanto,que medidas são necessárias para amenizar o déficit habitacional.É preciso que o Ministério das Cidades,se aproprie dos imóveis ociosos e possibilite a moradia nos mesmo para populações irregulares.Para isso,é essencial estabelecer prazos para o proprietário entregar o terreno e cabe ao governo indenizar e promover reformas básicas,como na eletricidade e no encanamento.Desse modo,será possível diminuir déficit habitacional,além de frear a especulação imobiliária.Ademais,é fundamental que a mídia, através de subsídios governamentais,coloque em visibilidade a questão da habitação.