Déficit habitacional no Brasil

Envie sua redação para correção
    É de conhecimento geral que a declaração dos direitos humanos de 1948 afirma que todo ser humano tem direito à moradia digna, com acesso a imóveis com infraestrutura de qualidade e a serviços fundamentais. No entanto, o Brasil, apresentando um grande deficit habitacional, está longe dessa realidade. Diante disso, é importante discorrer sobre os motivos de tal situação. 
        A princípio, ressalta-se que de acordo com a Fundação de Getúlio Vargas, há um total de 7,7 milhões de déficit habitacional no Brasil, ou seja, há um grande número de famílias em moradias inadequadas. Entre um dos fatores que mais influenciam esse índice, está o alto preço dos imóveis no país, o que faz com que a população mais pobre procure por moradias mais baratas, que normalmente, encontram-se em situações precárias e insalubres. 
       Em decorrência disso, o número das favelas nas grandes cidades acabam aumentando, apresentando casas de infraestruturas precárias, muitas vezes construídas por um cidadão comum. Nesse sentido, a informalidade da favela cria uma dificuldade ao acesso de serviços fundamentais, como escolas, hospitais e saneamento básico, provocando, ainda mais, a exclusão social entre os moradores da favela e da cidade. 
         Dessa forma, é notório que o déficit habitacional é um grande problema para o país. Assim, torna-se inegável que medidas precisam ser propostas para que essa problemática seja erradica. Para isso, faz-se necessário que haja garantia de moradia de qualidade para toda a população. Desse modo, cabe ao governo federal criar financiamentos habitacionais para  a população de baixa renda, a fim de reduzir o déficit habitacional. Ademais, deve ser investido na educação, pois Segundo Nelson Mandela, "A educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo."