Envie sua redação para correção
    A música Jornais, do grupo Nenhum de Nós, retrata a realidade das pessoas que vivem nas calçadas e fazem delas sua moradia. Por infelicidade, no cenário brasileiro atual observa-se há muitos anos um significativo número de indivíduos que vivem nas condições descritas pela música ou em casas inapropriadas. Esse impasse é causado, em especial, pelo inchaço nos centros urbanos, e se não resolvido, consequências dele, como a desigualdade social vão continuar a se acentuar.
       À vista disso, infere-se que o inchaço social em áreas urbanas é sequela de atitudes do passado, a exemplo: a Revolução Industrial, mecanização dos campos e as políticas desenvolvimentistas de Getúlio Vargas. Todos esses fatores contribuíram para aumentar de uma maneira muito acelerada a quantidade de pessoas nas cidades, e essa que tem o dever de oferecer serviços a todos os indivíduos, como moradia de qualidade, não conseguiu equiparar a demanda com o número de casas apropriadas para viver disponíveis.
       Com efeito, muitas pessoas tiveram que se deslocar para zonas periféricas da cidade, em que tem moradias, mas em condições insalubres e mais visíveis à violência, como é o caso das favelas e cortiços. Dessa forma, desenvolveu-se na sociedade uma segregação socioespacial, pois indivíduos com renda mais alta vivem nos centros urbanos e em moradias de qualidade, e em contrapartida, pessoas com renda baixa vivem em bairros pobres e em condições impróprias. Mesmo a Declaração dos Direitos da ONU e a Constituição Brasileira garantirem ser direito de todo ser humano o acesso à moradia digna, as medidas realizadas pelo Estado ainda são insuficientes para atenuar essa realidade. 
       Compelem, portanto, ações mútuas entre o Governo e a sociedade, a fim de reverter os fatos supracitados.