Envie sua redação para correção
    Ao longo do processo de formação do Estado brasileiro,principalmente 
    no início do seculo XX,o desenvolvimento urbano aliado ao êxodo rural são
    os principais fatores históricos para o deficit habitacional.Com isso,nota-se a problemática da insuficiência das leis e a lento progresso da força pedagógica.
          Nesse contexto,o deficit habitacional está ligado a má gestão do Estado
    em cumprir com as leis já estabelecida.De acordo com Aristóteles,a política deve ser usada de modo a trazer equilíbrio a sociedade.Contudo,apesar da
    constituição de 1988 garantir os direitos fundamentais de moradia,saúde e educação,isso ainda não se configura,visto que nas maiores metrópoles do país ainda há diversos moradores de ruas.Assim,essas pessoas estão expostas as mais diversas mazelas,como influência ao uso de drogas,trafico e o caminho da criminalidade,como visto na cracolândia.
         Nesse sentido,destaca-se o papel das instituições educacionais na formação do senso crítico dos cidadãos brasileiros.Segundo Kant,"O homem é aquilo que a educação faz dele".Seguindo essa lógica,desenvolver a escolaridade no âmbito geral,seja para jovens,seja para adultos,é fundamental para construção acadêmica e o ingresso no mercado de trabalho.Dessa forma,essas pessoas iriam ter a oportunidade de crescer socialmente e economicamente,diminuindo a desigualdade e o deficit habitacional.
       Entende-se,portanto,que tanto poder governamental como a força pedagógica é primordial para a resolução do problema.Logo,o Estado necessita promover políticas públicas,tirando essas pessoas menos desfavorecida da mãos dos bandidos e dos traficantes,por meio da liberação de verbas,a fim de beneficia-los com a propriedade privada futuramente e garantir subsídios para o seu desenvolvimento.Por fim,aliado a isso,as instituições educacionais devem possibilitar a formação crítica e moral dos cidadãos,mostrando que é possível a ascensão social,por intermédio de cursos técnicos,bacharéis e licenciados.