Déficit habitacional no Brasil

Envie sua redação para correção
    Os filhos da pátria mãe que não possuem casa
        Há décadas o déficit habitacional é um problema no Brasil, que decorre da má administração dos recursos públicos e também de políticas sociais mal elaboradas. É comum ao se andar pelas ruas, ver novas favelas surgindo todos os dias, pessoas morando embaixo de viadutos e moradias sendo construídas em locais de risco. O Brasil possui um dos maiores Produto Interno Bruto (PIB) do mundo, porém, ainda existem muitas pessoas morando em condições precárias.
        Enquadram-se no grupo de moradias em condições precárias, famílias que residem em favelas,  pessoas que moram em locais de risco, residências que mais de três integrantes dividem o mesmo quarto, entre outros fatores. De acordo com dados divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), houve redução no número de déficit de moradias no Brasil, no entanto, esses dados também revelam que essa diminuição é insuficiente.
        Outro fator que chama a atenção, é que de acordo com o site da Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG), o PIB brasileiro está entre os dez maiores do mundo. Esse dado fortalece a tese de que os recursos públicos são mal gerenciados. Um exemplo disso é que existem muitas obras inacabadas e abandonadas por todo o território nacional, como viadutos, estradas, hospitais, entre outros. Esse dinheiro mal administrado, se fosse utilizado com responsabilidade e competência na questão da moradia, diminuiria consideravelmente esse problema. 
        Por conseguinte, para sanar esse problema é preciso que o Governo Federal aprove emendas que concedam subsídios para aquisição de casas populares para as famílias que se enquadrem em uma faixa de rendimento médio mensal de até dois salários mínimos. Por fim, também é preciso que o Senado e a Câmara dos Deputados Federais em trabalho conjunto, aprovem leis que punam com detenção de um ano, todos aqueles que fazem mau uso do dinheiro público.