Déficit habitacional no Brasil

Envie sua redação para correção
    O problema da moradia no Brasil
         O Homem surgiu em nosso planeta há milhares de anos, e sempre precisou proteger-se contra as intempéries do clima. Seja em ocas, castelos, cavernas, choupanas, etc. Ele sempre buscou um jeito de se proteger. Para a maioria das pessoas, poder adquirir a sua “casa própria” é muito mais que a realização de um negócio, é a concretização de um grande sonho. Mas o que dizer sobre o deficit habitacional? Como resolvê-lo?
        De acordo com o portal Fiesp, o deficit de moradias chegam a 6,2 milhões no Brasil, o que é algo complicado a respeito do desenvolvimento do país. Isso condiz com a mensagem do filósofo Mohammed Haziz, que diz:" O mundo seria muito melhor se houvesse moradia para todas as pessoas".O problema da moradia popular é, antes de tudo, um problema político, pois envolve características de falta de vontade para se propor soluções que de fato resolvam em definitivo esse problema.
         A moradia é um item essencial para que as pessoas tenham a sua qualidade de vida preservada, pois a posse dela permite ter esperança em dias melhores.  Assim, é triste ver o cenário habitacional brasileiro, pois não está de acordo com o que a sociedade realmente merece e necessita, que é uma moradia digna e de acordo com os impostos caríssimos que são pagos.
           Assim, o deficit de moradia pode ser resolvido com a criação de cooperativas populares de auto-gestão e auto-construção, para que a pessoa possa viabilizar sua casa própria com subsídios do governo (materiais para construção); o governo federal dispõem das condições necessárias, basta que se organize e queira fazer, com menos discurso e mais ação, pois não depende apenas do governo, mas, do interessado também. Somente assim far-se-á um Brasil com moradia para todos.