Enviada em: 10/06/2019

Nos trechos do livro Iracema, de José de Alencar, pode-se resgatar a beleza da fauna e da flora pelas florestas do Brasil Colonial. Em reflexão, o cuidado e a preservação que os antepassados indígenas tiveram ao longo dos anos com a biodiversidade da natureza, contraria os hábitos existentes agora. Em tese, sabe-se que há equivocadas diretrizes nas questões ambientalistas: o descaso com a manutenção de polos industriais em meio ao ambiente florestal é excedente e, a cobrança tributária frente aos crimes contra o meio ambiente não são suficientes, sendo primordial a discussão sobre o caso.          Em primeiro lugar, é importante ressaltar que ao menos 45 barragens do Brasil estão vulneráveis e podem apresentar risco de rompimento - de acordo com a Folha de São Paulo. Com isso, é plausível afirmar que o descuido com rachaduras, infiltrações e buracos estão presentes em inúmeras instalações. Sendo assim, sem representantes confiáveis para a fiscalização adequada desses locais, o conserto não irá acontecer, contribuindo então, para desastres que comprometem a vida de milhões de habitantes.          Ademais, segundo jornal O Globo, desde 2015 com a tragédia de Mariana, menos de 15% dos autos de infração foram pagos, como no caso da mineradora Samarco, que totalizou R$350 milhões em multas, não desembolsando um centavo até agora. Além de que, o custo na contratação de advogados para recorrer no pagamento das mesmas, é mais barato do que resolver a pendência de fato. Nesse sentido, é inevitável a procedência do poder Legislativo em meio aos dados.         Portanto, para que a consciência ambiental seja efetivada juntamente com o desenvolvimento industrial, é mister que o Governo em junção com os três poderes (executivo, legislativo e judiciário), faça adequações nos meios de fiscalizar as infraestruturas - para que haja uma taxa menor de riscos em acidentes e, por meio de debates governamentais, exista a mudança na cobrança de infrações feitas pelas empresas em questão - assim, dando credibilidade a causa. Dessa forma, será possível superar as dificuldades e promover a harmonia entre ambos os lados, como no livre de Iracema, o descaso não fará parte da população....