Enviada em: 28/07/2019

Vergonha ecológica   Segundo o site de notícias Oglobo, o rompimento da barragem em Mariana foi o maior desastre ambiental do Brasil. Diante desse malefício ocasionado pelo homem, observa-se a importância da população obter consciência ambiental. Desse modo, o descaso de civis e autoridades na proteção do meio ambiente são os fatores que contribuem para essa mazela.   Nesse ínterim, o desinteresse de civis em cuidar do meio ambiente favorece as catástrofes no mesmo. Por conseguinte, comenta-se muito sobre não jogar lixo no chão e não desperdiçar água, e em vista disso a  população deixa de praticar outros feitos benéficos. Nesse sentido, é possível também, evitar a utilização de veículos automotores pois liberam muitos poluentes para a atmosfera e não realizar caça ou compra ilegal de animais silvestres porque causa desequilíbrio ecológico. Logo, é necessário a atenção e o esforço dos cidadãos na realização dessas condutas.   Ademais, conforme a lei 6.938 o estado deve preservar e restaurar recursos ambientais. Entretanto, acontecem atitudes contrárias a esse respaldo legislativo, uma vez que autoridades não realizam inspeções governamentais apropriadamente. Exemplificação dessa infração são os subornos que empresas públicas e privadas oferecem a políticos em troca da aprovação de licenças ambientais. Portanto, é fundamental a participação confiável do Poder Público no cumprimento da lei para o progresso nacional.   Em suma, percebe-se que os problemas ambientalísticos urgem por uma solução. Por isso, cabe ao Ministério do Meio Ambiente conscientizar a população; por meio de propagandas socioeducativas que mostrem como mudar os maus hábitos a fim de  gerar melhorias ao meio ambiente. Assim, essas práticas ajudarão a melhorar a conduta dos cidadãos e desastres como o de Mariana serão evitados....