Enviada em: 04/08/2017

O desastre ambiental de Mariana afetou não somente o meio ambiente, mas também a vida humana. Este foi apenas um dos momentos históricos em que os interesses privados ficaram acima dos interesses públicos, com efeito, isso expressa como muitas vezes os indivíduos não percebem o quão responsáveis são por suas escolhas, as quais causaram a morte de muitos seres vivos.    De maneira semelhante, o acidente radioativo com césio-137 que aconteceu em Goiânia, apenas demonstra que pequenas decisões podem ter grandes consequências. Parafraseando as ideias da teoria crítica estudada pelo filósofo Max Horkheimer, observa-se que a razão instrumental se difere bastante da razão crítica. Enquanto a primeira, muito utilizada pelo mundo ocidental e capitalista, considera que o conhecimento serve para qualquer fim que produza lucro, não importando se terá resultados bons ou ruins; a segunda acredita que se deve refletir sobre o que esses saberes podem causar se forem colocados em prática. Sendo assim, na situação de Mariana, a dominação do ser humano sobre os recursos naturais foi justificada como algo que traria progresso e felicidade, dessa forma, não se realiza reflexões sobre as consequências negativas que poderiam ser ocasionadas.    A liberdade para o filósofo Jean-Paul Sartre pode ser boa, mas também causa angústias. Por isso, é muito comum que as pessoas façam escolhas com má-fé, isso consiste em renunciar a própria autonomia e se render aos fatores externos, dessa forma, a sensação de responsabilidade diminui. Isso explica como muitas empresas, mesmo sabendo dos riscos de suas barragens, por exemplo, continuam com seus projetos por causa do lucro. De certo, essa tragédia causou a morte de muitos animais e plantas, muitas espécies novas, não se deve excluir também a possibilidade de espécies que nem haviam sido descobertas. Por volta de dezenove seres humanos também morreram, e outros ficaram feridos, com problemas de saúde e até perderam suas moradias, não somente isso, mas também um lugar com o qual eles tem uma grande conexão emocional. Tudo isso ocorreu por conta de finalidades capitalistas.     Em suma, o caso de Mariana se consiste num conflito de interesses. É preciso que o Ministério da Justiça aliado do Ministério do Meio Ambiente, pressione os responsáveis por tragédias ambientais por meio da ameaça de multas caso eles não ofereçam a devida assistência as vítimas e coloquem em prática medidas para reduzir os danos em determinado período. Assim como, o órgão legislativo em conjunto com o Ministério do Meio Ambiente precisa garantir por meio do monitoramento que todos os negócios envolvendo a retirada de recursos da natureza e que apresentem riscos, tenham um sistema de alarme de emergência ou mesmo suas atividades paralisadas....