Desastre em Brumadinho e a gravidade da reincidência dos crimes ambientais

Envie sua redação para correção
    De acordo com o livro  A Revolução dos Bichos de George Orwell, a "mão do homem" é usada para perpetuar toda a sua maldade. Diante disso, essa maldade pode ser observada nos desastres ambientais causados pelos seres humanos, como em Brumadinho, no qual a ganância do homem gerou centenas de mortes e a reincidência desses atos tóxicos acarreta cada vez mais danos ao ambiente.
      Em princípio, a reincidência desses fatos esta diretamente ligada a falta de fiscalização de barragens.
    A falta de profissionais qualificados para examinar atentamente os locais de depósito de rejeitos provenientes da mineração geram desastres ambientais, como em Brumadinho, no qual a barragem a montante não era totalmente segura e possuía riscos de rompimento. Consequentemente, centenas de indivíduos morrem nesses desastres e milhares de seres vivos são afetados.
      Além disso, os atos gananciosos do ser humano destrói cada vez mais o planeta terra através de atos tóxicos. A ambição humana, segundo o filósofo Nicolau Maquiavel, não se preocupa com as consequências, apenas em satisfazer uma vontade presente. Essa ideia pode ser observada não apenas nos desastres ocorridos mas nos atos cotidianos como desmatamento da Amazônia para expansão da pecuária e liberação de dióxido de carbono para a atmosfera; como consequência, o planeta adoece cada dia mais.
      Portanto, é mister que medidas sejam tomadas para resolver o impasse. O Congresso Nacional deve criar leis que criminalizem atos danosos à natureza, juntamente com o Ministério do Meio Ambiente que deve garantir a preservação do planeta terra. Além disso, o Estado Executivo deve contratar indivíduos qualificados para fiscalizar as barragens e se necessário mudar para um modelo de barragem mais seguro. Diante desses atos, a reincidência dos crimes ambientais, como o desastre em Brumadinho, não irão se repetir novamente.