Envie sua redação para correção
    A Coca Cola, em seu plano de sustentabilidade, almeja reciclar mais embalagens que as 12 bilhões que produz por ano. Com isso, a empresa demonstra um exemplo de impacto ambiental positivo que é o oposto do que ocorreu no Brasil nos últimos anos. Exemplos notáveis desses impactos maléficos são as tragédias de Brumadinho (2019) e Mariana (2015), que deixam clara a necessidade de severidade em relação a crimes ambientais, bem como prevenir os mesmos.
        Essa intolerância com tais crimes se deve ao fato de que um único acidente de traduz em incontáveis danos. Em Brumadinho, por exemplo, centenas de pessoas ficaram sem casas, desparecidas ou mortas, pontos turísticos e históricos foram perdidos, ecossistemas inteiros foram liquidados e espécies endêmicas foram extintas. Tais consequências evidenciam que várias esferas são afetadas juntamente com a ambiental.
          Ademais, os efeitos de desastres assim podem ser verificados na saúde física e mental dos sobreviventes. Um estudo da UFMG revelou que mais de dois anos após a tragédia de Mariana,MG, 28,9% dos atingidos sofria de depressão (um percentual cinco vezes maior que a média brasileira). Portanto, além de profundos, os efeitos são duradouros.
          Em virtude dos fatos mencionados, entende-se que ONG's como o Greenpeace podem se aliar à população e fazerem protestos. Dessa forma, órgãos como o Ministério Público se sentirão pressionados a fiscalizar atividades como a de mineração constantemente, evitando novos desastres. Convém, ainda, que o Legislativo seja mais severo em punir estes tipos de crimes principalmente o de empresas reincidentes como a Vale. Somente assim será possível garantir que, pela ação humana, essas tragédias não mais ocorrerão.