Envie sua redação para correção
    Consoante o filósofo Séneca,"Para ganância,toda natureza é insuficiente".Sob esse viés,é comum ver no Brasil várias mineradoras que visam,apenas,o lucro agindo de maneira desleixa para com a natureza e a sociedade.Dessa forma,ocorrem muitas tragédias em represas,como em Brumadinho,onde houve o rompimento de uma barragem que causou mais de 100 mortes aos habitantes e danos a biodiversidade local.
           A priori,é imperioso pontuar que,segundo o filósofo David Hume,"A avareza é o estimulo das indústrias".Dessarte,é bom ressaltar que a Vale já havia sido alertada do risco de rompimento - de acordo com portal de notícias do G1.Não obstante,a empresa continuou com as atividades na represa,mostrando,assim,que o risco de vida que as pessoas que moravam lá corriam era algo irrelevante,pois,o que importava mesmo,era ganhar dinheiro.Desse modo,infere-se que a mineradora agiu de maneira totalmente desajuizada com os habitantes de Brumadinho e o meio ambiente
             Outrossim,traçando um paralelo com a biologia,vale salientar os impactos ambientais que a destruição da represa trouxe,como a eutrofização - fenômeno em que consiste na alta absorção de oxigênio pelas algas que,por conseguinte,resulta na morte de vários seres vivos.Ademais,com a morte dos seres aquáticos várias teias alimentares serão prejudicadas,visto que os seres do início da cadeia irão morrer e,consequentemente,haverá um deslocamento dos animais de topo de cadeia prejudicando tal ecossistema.Dessa maneira,fica evidente que houve uma grande redução da biodiversidade com a tragédia da cidade 
                   Depreende-se,portanto,que o rompimento da barragem de Brumadinho causou impactos sociais e ambientais no Brasil.Destarte,para contrapor tal perspectiva,o Ministério do Meio Ambiente,aliado ao Legislativo - ramo que sanciona leis,deve propor que seja interrompido o funcionamento das represas que apresentem risco de rompimento,impondo multas altíssimas as empresas e/ou mineradoras que continuarem atuando em tal local,por intermédio de uma atuação assídua e rigorosa dos órgãos fiscalizadores do Estado,a fim de que não hajam mais desastres ambientais como o ocorrido em Brumadinho.Quiçá,dessa forma,o Brasil passe a zelar mais pelo meio ambiente e,por consequência,a vida humana.