Envie sua redação para correção
    Atualmente, a tecnologia vêm trazendo benefícios em prol da sociedade, visto que as informações chegam ao cidadão de maneira muito rápida. Nessa perspectiva, a ciência pode ser uma grande aliada em expandir a doação de orgãos, em consonância com a área da educação tendo um papel significativo para difundir a importância do tema.
      Ademais, diversos problemas tornam a doação de orgãos, algo que deveria facilitar a vida de muitas pessoas, em um obstáculo. De acordo com a OMS (Organização mundial de saúde), em 2005 cerca de 5% dos transplantes realizados no mundo foram fruto do comércio e tráfico de orgãos. Além disso, a falta de conhecimento a respeito do assunto corrobora para esse cenário lastimável.
        Outrossim, é muito importante que a divulgação da necessidade de doar orgãos seja mais acessível a todos. Nesse interim, a disseminação sobre o assunto deve respeitar dilemas religiosos e a escola pode ser um campo estratégico, haja vista é um local que alcança toda a família. Nos dias atuais, existem aproximadamente 35 mil pessoas esperando por um transplante no Brasil, em que 1 doador pode ajudar até 8 pessoas.
       Desse modo, para minimizar a dificuldade nas doações de orgãos, é necessário que a Escola divulgue mais o tema, em que invista em aulas de bioética específicas e em palestras que coinscientize os pais e filhos sobre o tema, com o apoio financeiro do Governo. Não só a ação da Escola juntamente com o Governo, como também a participação da família é muito importante, a fim de gerar discussões sobre o tema entre seus membros.