Envie sua redação para correção
    Kafka, Burocracia e Doação
     Segundo Franz Kafka à solidariedade é o sentimento que melhor expressa respeito a dignidade humana.Nesta perspectiva, um simples gesto pode transformar e salvar varias vidas.No presente, a doação de órgãos é um assunto muito complexo e polêmico no Brasil.Com isso surge à problemática que são os entraves que dificultam a doação de órgãos no país seja pela insuficiência de leis, seja pela lenta mudança de mentalidade da população.
     É indubitável que a questão constitucional e sua aplicação esteja entre as principais causas do problema.De acordo com Aristóteles a política de ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilibro seja alcançado na sociedade.De maneira análoga, é possível perceber que, no Brasil, existe uma burocracia na doação de órgãos, além de ser necessário o desenvolvimento estrutural de hospitais longe dos grande núcleos populacionais, pois o tempo nesses casos é fundamental para sucesso do procedimento.Desse modo, evidencia-se a necessidade do reforço da pratica da regulamentação como forma de combate a problemática.
     Para Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de agir e pensar.Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que uma das causas da não autorização das famílias a doação de órgãos é a ignorância sobre o assunto, essa problemática se encaixa na teoria do sociólogo, uma vez que uma criança vive em uma família com esse comportamento, tende a adotá-lo por conta vivência em grupo.
     Deve-se então, superar as barreiras que interferem na doação de órgãos.Portanto, a mídia tem  papel imprescindível  na exposição de dados informativos sobre a doação de órgãos, seja na televisão e internet, seja em áreas físicas, como outdoors.Logo, os cidadãos seriam incentivados a exercerem a solidariedade,Ademais, o governo deverias alterar as leis diminuindo a burocracia e investindo em equipamento.Dessa forma o processo se tornaria mais ágil.