Envie sua redação para correção
    Entre os mais graves e complexos problemas brasileiros, destaca-se a doação de órgãos. Embora o Brasil esteja entre os maiores países do mundo a realizar os transplantes, ainda há falhas nesse processo; desde a autorização da família á realização da transplantação. Sabe-se que quando retirado do corpo, o órgão deve ser urgentemente levado ao paciente ao qual foi designado. Conquanto, a ineficácia do transporte, má qualificação de profissionais responsáveis por acompanhar a família do potencial doador, falta de especialistas na área de transplante e infraestrutura dos hospitais de lugares mais afastados dos grandes centros urbanos, dificultam o sucesso de toda operação.
     Haja vista que, o paciente diagnosticado com morte encefálica ainda em vida não se manifestar, é concedida a família o poderio de autorização para a retirada ou não dos órgãos e tecidos do potencial doador. No anime "Nanatsu no taizai" há uma fonte cuja água tem o poder da imortalidade, no entanto, é preciso da concessão da guardiã santa da fonte,não distante da realidade, a matriz do problema está na autorização; de maneira análoga, a família é responsável pela permissão da retirada dos órgãos.
      É sabido que cada órgão tem um tempo determinado para ficar fora do corpo humano e é necessário que todo o processo do transplante seja realizado rapidamente, porém, a ineficácia do transporte necessário para a transplantação torna difícil tal realização e consequentemente arriscando a qualidade da unidade. A falta de profissionais na área de transplante também retardam a efetuação do procedimento aumentando ainda mais o número de pessoas na fila de espera.
     Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. Muito se discute sobre a importância da transferência de órgãos, porém, é necessário a autorização da família e da eficácia dos meios de transporte para a locomoção das unidades até o destinatário, por isso o governo deveria investir em veículos  que sejam velozes, já que o elemento possui "validade" e em psicólogos para acompanhar os familiares e orientá-los sobre os procedimentos do transplante. Deveria investir também em propagandas nos horários nobres, sobre os mecanismos da transplantação e como tornar-se um doador. Quiçá ong´s especializadas em palestras e eventos relacionada aos desafios da doação de tecidos outras unidades, com o intuito de estimular a sociedade a pensar sobre o assunto que é de extrema importância. Palestras escolares dirigidas por pessoas que doaram e receberam órgãos, a fim de despertar interesse nos jovens, explicando como funciona e como é importante podendo esses salvarem vidas e assim amenizar os desafios da doação de órgãos.