Envie sua redação para correção
    A doação de órgãos é um ato que se faz necessário, para ajudar, e salvar a vida de muitos pacientes, que em sua grande parte estão acamados. Dois dos grandes motivos que dificultam esse processo, é a falta de informações sobre o tema e a autorização da família. 
      Embora o Brasil tenha registrado um crescimento nas doações e transplantes em 2014, de acordo com o levantamento da Associação Brasileira de transplantes de órgãos ( ABTO).Esse crescimento ainda não é satisfatório para amenizar o tamanho das finas de espera. Grande parte da população apresenta duvidas a respeito da realização dos transplantes. Em sua maioria se questionam sobre os métodos utilizados para a retirada do órgão, além do receio sobre o real destino dos membros.  
       Outro problema que dificulta a realização dos transplantes é a falta de autorização das famílias para a cirurgia. Pois as mesmas estão asseguradas pela lei 9.434, que em 2002 foi concedida, passando a decisão de doação para os parentes do falecido. 
       Tendo em vista os aspectos observados, o Ministério da Saúde deve investir no financiamento de campanhas publicitarias, que esclareçam como é realizado todo o processo de doação, afim de educar desde as crianças até aos adultos. O Conselho Federal de Psicologia (CFP), por sua vez, deve criar programas para auxiliar as famílias a tomar a decisão mais coerente, com o proposito de oferecer todo o apoio para essa decisão tão importante. No congresso, é necessária a criação de leis que diminuam toda a burocratização envolvendo o doador e a sua família, com a intenção de diminuir o tempo de espera dos pacientes que necessitam dos órgãos.