Dilemas da doação de órgãos

Envie sua redação para correção
    A doação de órgãos é muito importante para a continuação de vida de várias pessoas. Embora ainda exista muito preconceito com essa prática, são feitos diversos transplantes todo o ano de acordo com o Ministério da Saúde. A população em si enfrenta um certo medo desse procedimento, pois não tem conhecimento de como exatamente ele é feito.
    A fila de espera para transplante de órgãos atualmente é enorme e os doadores acabam sendo insuficiente para tantas pessoas. Os familiares optam muitas vezes por enterrar e não se dão conta que podem salvar outras vidas e assim diversas pessoas morrem na fila sem se quer ter uma nova oportunidade de recomeço. Quando o paciente está no hospital e acaba falecendo, os médicos entram em contato com os parentes e explicam a situação e que eles têm a decisão de autorizar ou não a doação de órgãos.
    O transplante é uma escolha viável, pois se os órgãos estão em bom estado porque não doar. É nesse quesito que entra os impasses que ainda são um problema a ser enfrentado. Embora várias religiões discordem desse procedimento, há muitos doadores que compreendem e já deixam um pré-aviso para a família, que se por ventura o indivíduo entrar em óbito, podem doar os órgãos necessários.
    O governo teria que faz uma parceria junto com o Ministério da Saúde e auxiliar com um meio de transporte para facilitar a deslocação dos órgãos doados, pois ainda é um dos problemas a ser resolvidos. Dessa forma mais campanhas incentivadoras deveria ser feitas para acabar de vez com todo esse tabu conta a doação de órgãos.