Dilemas da doação de órgãos

Envie sua redação para correção
    A doação de órgãos é um ato de amor e solidariedade,tendo em vista que melhora a condição de vida de várias pessoas.Todavia,a ausência de infraestrutura em hospitais,o mínimo de doadores e a falta de conhecimento sobre o assunto aos familiares,são alguns dos fatores que têm dificultado o aumento do número de doações.
      No que se refere à problemática em questão,é notório que no Brasil hospitais são insuficientes para atender e realizar esse tipo de cirurgia,a maior parte de equipes especializadas são concentradas em regiões como sul e sudeste.Além disso,o principal fator que limita a doação de órgãos é a não autorização familiar,muitas pessoas não tem conhecimento da morte encefálica e não sabem se o paciente se afirmou doador anteriormente,consequentemente o aumento do número de mortes e pessoas esperando por doação tem progredido.
       Consoante ao pensamento de Immanuel Kant,o ser humano é aquilo que a educação faz dele,sendo influenciado pela sua formação estudantil,essa realidade encontra-se no cerne social,indica que poucas informações são divulgadas e apresentadas nas instituições de ensino,as campanhas existentes não são suficientes para esclarecer os benefícios do processo de transplantação de órgãos.
      Diante disso,medidas são necessárias para aumentar a frequência de doação no Brasil.O Governo Federal,por meio do Ministério da Saúde,deve investir maior parte dos impostos arrecadados no setor de saúde pública,construir casas de saúde especializadas em várias regiões para que se torne acessível à todos.Alem disso,é salutar investir em campanhas educativas para que as pessoas sejam conscientizadas e entendam melhor o processo de transplante de órgãos,cabe ao indivíduo o comprometimento com o tecido social.