Envie sua redação para correção
    Outra oportunidade para viver
          A doação de órgãos é muito importante para salvar a vida de várias pessoas que estão na fila do transplante. Um único doador pode salvar ou melhorar a vida de mais de 25 pessoas, se todos os órgãos e tecidos forem aproveitados corretamente. Mas por que ainda a doação no Brasil tem números baixos?
          Em 2016, houve um aumento de 5% nas doações de órgãos mas mesmo assim o número é muito baixo para conseguir atender as 40 mil pessoas que estão na fila do transplante. Um desses motivos é a falta de informação que as famílias têm de conhecimento sobre a irreversibilidade da morte encefálica, envolvendo também questões religiosas e a falta de compaixão pelos outros pacientes, por esses motivos a recusa das famílias chega a 40%.
             Embora, seja uma situação difícil para os familiares decidirem na hora que perderam um ente querido, a decisão pode salvar muitas vidas. Doar órgãos é dar uma oportunidade para outra pessoa realizar seus sonhos e poder viver saudável sem precisar estar tendo que cada dia lutar para conseguir sobreviver. Através de uma doação a menina Jemima Layzell, de 13 anos, estabeleceu um novo recorde na Inglaterra, segundo autoridades do país: foram salvas oito vidas, incluindo as de cinco crianças.
          Portanto, quanto mais divulgação sobre o assunto é melhor, a doação de órgãos pode ser divulgado através das mídias sociais com campanhas de conscientização, principalmente voltada para as famílias, contendo informações sobre o assunto, com a finalidade de diminuir o número de pessoas na fila de espera do transplante.