Dilemas da doação de órgãos

Envie sua redação para correção
    O processo de doação de órgãos enfrenta alguns obstáculos. A fila de espera ainda é grande embora hajam muitos doadores. Nesse sentido, à sociedade tem papel principal na mudança desse cenário, e pode por conseguinte, diminuir os problemas que circundam a problemática.
          Com o avanço técnico-científico da medicina o transplante de orgãos tem salvado muitas vidas. Desse modo, muitos pacientes tem suas condições de vida melhoradas, uma vez que, sabendo da importancia de ser um doador qualquer um pode assim o fazer. Porem, em contraste com as vidas salvas, temos pessoas sem a sorte de conseguir um órgão que lhes seja compatível, hora por indivíduos que em vida nunca conversaram com sua família sobre isto, hora pelos próprios familiares que não concordam em doar os órgão de seus parentes.
          Com isso, pode-se perceber que, a sociedade tem que dar mais atenção a esses dilemas nos quais uma simples conversa poderia solucionar. Por conseguinte, não é justo que muitas pessoas sejam enterradas com órgãos que poderiam ser peças fundamentais para melhorar ou tirar pacientes da beira da morte. Portanto medidas são necessárias para solucionar o impasse.
          Diante dos argumentos supracitados podemos concluir que é dever de toda sociedade se conscientizar do quão importante é ser doador de órgãos. Campanhas publicitárias podem incentivar a população a conversar com suas família sobre os impactos de que não ser um doador poderia gerar. Soma-se isso, ao ministério da saúde fazer programas na TV mostrando como a sociedade pode ser doadores e que cada vez mais tenhamos pessoas dispostas a saber que mesmo após falecerem pode ajudar seu próximo.